Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Falharam as negociações para criar na Antártida as maiores reservas marinhas do mundo

Mäyjo, 02.03.14

 

Falharam as negociações para a criação, na Antártida, das maiores reservas marinhas do mundo, revela a BBC. Não se atingiu o consenso na reunião extraordinária da Comissão para a Conservação dos Recursos Marinhos Vivos da Antártida (CCAMLR), que decorreu em Bremerhaven, na Alemanha.

A CCAMLR já tinha definido uma Área Marinha Protegida (MPA), tendo sido identificadas outras 11 áreas passíveis de receber o mesmo estatuto. O encontro dos últimos dias tinha sido convocado para que fossem tomadas decisões relativamente às propostas avançadas, depois das negociações de outubro de 2012 (Tasmânia) não terem produzido consenso entre os 25 países-membros.

Segundo a BBC uma das propostas, apoiada pelos, EUA e Nova Zelândia, envolvia a criação da maior área de reserva marinha do mundo no Mar de Ross. Cobrindo um total de 2,3 milhões de quilómetros quadrados, esta área cobriria uma superfície equivalente à soma de todas as reservas marinhas que existem atualmente. 

Outra potencial zona de reserva, esta proposta pela UE e Austrália, correspondia à área Oriental da Antártida, abrangeria cerca de 1,63 milhões de quilómetros quadrados.

A criação de zonas de reserva marinha na Antártida implicaria a proibição das pescas e foi este motivo do insucesso das negociações. Esta manhã, o The Guardian informava que os interesses pesqueiros da Rússia e Ucrânia que estavam a dificultar a designação do Mar de Ross, que constitui uma área de desova de Marlonga, como MPA.

Segundo o diário britânico, Terje Løbac, presidente da CCAMLR, terá dito em conferência de imprensa que os representantes dos dois países questionavam a designação do Mar de Ross como área de reserva, colocando em causa a necessidade de o fazer, o tamanho da eventual área a ser assim classificada e a duração dessa classificação.

Ao princípio da tarde de hoje, a BBC anunciou que a reunião terminou sem que os membros do CCAMLR chegassem a acordo. A designação das áreas de reserva marinha fica assim adiada para o próximo encontro anual da organização, que terá lugar em Hobart (Austrália), entre 23 de outubro e 1 de novembro.

“Termos deixado escapar uma oportunidade crítica para proteger algumas das áreas de oceano intocadas é uma perda para o ecossistema e para a comunidade internacional”, considera Andrea Kavanagh, responsável pelo projeto Southern Oceans sanctuaries do The Pew Charitable Trust. “Instamos os líderes mundiais a solicitar à Rússia que colabore com os outros países e é imperativo que os países voltem a enviar os seus representantes para mesa de negociações dentro de três meses para se chegar a um consenso para proteger as água antárticas”.

Fonteswww.bbc.co.uk e www.guardian.co.uk 

 

in: Naturlink